Política e informações da região com credibilidade

Com apoio de vereadores, professores e executivo se entendem sobre mudanças

06.02.2020

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 5 de fevereiro, na Câmara de Sombrio, profissionais da Educação e representantes do executivo municipal debateram e chegaram a um entendimento prévio a respeito de mudanças recentemente propostas para a rede municipal de ensino. O encontro convocado pelos vereadores a pedido dos professores, contou com a presença do prefeito Zênio Cardoso (MDB), da secretária de Educação Graziela Caetano da Rosa Schwartzhaupt e do gerente de Planejamento, Ronaldo Dalpont.

 

Com a participação de dez vereadores (ausência da vereadora Marli da Silva por motivos médicos), o presidente do Legislativo, Fernando da Silva Pereira (PP) oportunizou, primeiramente, à presidente da Associação dos Servidores da Educação de Sombrio (Ases) colocar as demandas da categoria aos representantes do Executivo, sendo os principais pontos referentes ao cálculo de tempo de horas/aula, local de realização das horas/atividades e retirada da disciplina de Filosofia da grade curricular. “Precisamos entrar num consenso, para que os profissionais, às vésperas de iniciar o ano letivo, voltem a sua preocupação às questões pedagógicas e não às administrativas”, colocou Fabiana Colares, presidente da Ases.

 

Colocado o ponto de vista dos profissionais, coube à secretária de Educação, gerente de Planejamento e prefeito exporem os motivos para as alterações propostas. “Nosso objetivo maior é sempre o aluno e há um grande sacrifício em função da Educação. Vamos sentar, negociar, mas, como administradores, precisamos nos adequar às leis”, salientou o prefeito.

 

Após debates em torno das mudanças e colocações a respeito de plano de carreira, legislações municipal e federal, com colocações de representantes do Legislativo, Executivo e Ases, chegou-se a um entendimento sobre os temas abordados. “Foi um encontro bastante produtivo e que possibilitou o diálogo entre ambos os lados. O entendimento entre a administração municipal e os profissionais da Educação só traz benefícios para os principais interessados, que são os alunos e comunidade escolar”, declarou Fernando Pereira, presidente da Câmara.

 

De acordo com o entendimento prévio, serão mantidas aulas de 45 minutos, mas com recreio monitorado pelos professores; deverão ser cumpridas às 33 horas/aula pelos profissionais; das horas/atividade mantém-se 50% a serem realizadas no ambiente escolar e os outros 50% de sobreaviso; e será avaliada pelo Executivo ainda na manhã desta quinta a possibilidade de retorno da disciplina de Filosofia à grade curricular.

 

Os resultados obtidos na reunião serão levados pela Associação dos Servidores à assembleia geral da categoria, que está marcada também para esta quinta.

Please reload

camara gaivota.gif
Toninho 2.gif

Comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site.

Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326