top of page
AA_0026_24_BANNER_WEB_SOMBRIO_780x186px.gif
  • Foto do escritorJarbas Vieira

Governador visita Araranguá e Sombrio e garante apoio aos afetados pelas chuvas!



O governador Jorginho Mello e o secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil, Fabiano de Souza, acompanharam nesta segunda-feira, 13, em Araranguá e Sombrio os estragos causados pela chuva dos últimos dias. Na prefeitura, o governador se reuniu com as autoridades locais para atualizar as informações sobre as ocorrências dos altos volumes na região Sul do estado. Em Araranguá, segundo a Defesa Civil municipal, são cerca de 25 famílias desabrigadas ou desalojadas.


Na sequência Jorginho Mello visitou o abrigo municipal de Sombrio. A estrutura foi montada em um salão paroquial. Segundo a prefeitura, nas últimas 24 horas foram registrados 324 milímetros de água, algo histórico na cidade. São 22 famílias fora de casa em cinco bairros com ocorrências de alagamentos.


“Viemos ao Sul para colocar a nossa estrutura do Governo do Estado à disposição das prefeituras para o que precisarem. Já vimos que muitas famílias tiveram que sair de suas casas e agora é esperar a água baixar para começar o trabalho de limpeza das casas e comércios atingidos pelas cheias. O importante é cuidar das pessoas e a previsão indica que a chuva está indo embora”, disse o governador.


Segundo o Relatório elaborado e emitido pela Diretoria de Gestão de Desastres da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil (SDC), a partir de dados das Coordenadorias Regionais de Proteção e Defesa Civil e Agências do Grupo de Ações Coordenadas (GRAC), o dia mais crítico foi no domingo de Dia das Mães, quando 12 municípios registraram ocorrências por conta das chuvas na  região Sul catarinense.

“O nível dos rios aqui da região Sul se elevaram e estão na sua cota máxima e esse é o primeiro momento de as pessoas saírem de suas casas nas regiões que tiveram alagamentos. O nosso papel hoje aqui é garantir qualquer demanda e apoio nesse momento de pós chuva e de reconstrução”, reforçou o secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil, Fabiano de Souza.


Até essa tarde não havia o registro de decretos de situação de emergência e nem solicitações de itens de assistência humanitária até o momento. De acordo com o relatório emitido pela Defesa Civil na manhã de ontem, 150 pessoas encontravam-se desalojadas, sendo 142 em São João do Sul, quatro em Passo de Torres, e quatro em Jacinto Machado. Além disso, 27 estão desabrigados, sendo sete no município de Forquilhinha, uma em Jacinto Machado e 19 em Sombrio.

Comments


Logo - Sicoob Credija colorida.png
Professoras Jéssica e Kelly.jpg
Toninho.jpg
JM Pavimentação Site Jarbas.jpg
bottom of page