top of page
SEG_0001_24AT_GOOGLE-ADS_758x187_SUL (1).gif
  • Jarbas Vieira

Deputado Zé Milton otimista com reunião do Governador com o setor agrícola


Presidente da Comissão de Agricultura, deputado estadual Zé Milton (PP) acredita que o Governador Carlos Moisés (PSL) irá voltar atrás e manter os incentivos fiscais aos insumos e defensivos agrícolas, após a reunião que ocorrerá na tarde desta quinta-feira (21), com os presidentes da Federação da Agricultura e Pecuária de SC (Faesc) da Organização das Cooperativas de SC (Ocesc), da Federação das Cooperativas Agropecuárias (Fecoagro) e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura, na Casa da Agronômica. Para Zé Milton o Governador, ao atender o pedido da Comissão de Agricultura e abrir o diálogo com o Setor, demonstra o caminho para um acordo. “Nós tivemos um encontro com o Governador na semana passada e a conversa nos deu boas expectativas para que saia um entendimento na reunião com os representantes do segmento. Nós da comissão entendemos que a melhor solução para o Estado é o de prorrogarmos a vigência da isenção até maio de 2020, quando a questão dos defensivos vai ser discutida em nível federal, pelo Confaz”, argumentou Zé Milton.

Perda da competitividade

De acordo com o parlamentar, que é engenheiro agrônomo, o aumento do ICMS sobre os insumos e defensivos agrícolas em 17% pode acarretar na perda da competitividade dos produtores catarinenses, em relação aos produtores dos estados vizinhos do Rio Grande do Sul e do Paraná, que é 0% a tributação, a entrada de defensivos contrabandeados de outros países, mais nocivos e não controlados pelo estado, além da retração do setor, ocasionando desempregos, êxodo do campo, e conseqüentemente, o aumento dos alimentos na mesa dos catarinenses.


Logo - Sicoob Credija colorida.png
Professoras Jéssica e Kelly.jpg
Toninho.jpg
JM Pavimentação Site Jarbas.jpg
bottom of page