top of page
SEG_0001_24AT_GOOGLE-ADS_758x187_SUL (1).gif
  • Jarbas Vieira

Vitória da Saúde: Emenda Zé Milton é acatada pelo Governo do Estado


Após intensa negociação, o governador Carlos Moisés (PSL) assinou, na manhã desta terça-feira (25), a contratualização com 110 Hospitais Filantrópicos, conforme os critérios técnicos da emenda do deputado Zé Milton (PP), que destina 10% do Orçamento do Fundo Estadual da Saúde, ou seja, R$ 190 milhões. Durante o ato que ocorreu no Teatro Pedro Ivo, o governador também anunciou a proposta do Plano de Políticas Públicas Hospitalar, que tem como base os critérios técnicos da emenda do deputado Zé Milton, e irá destinar em 2020 mais de R$ 300 milhões aos hospitais catarinenses. Autor da emenda, o deputado estadual Zé Milton vê a data de hoje como um avanço. “Nosso objetivo era garantir muito mais que os R$ 190 milhões. Ele era de garantir a criação de uma política pública hospitalar e tivemos esta confirmação hoje com o anúncio do Governador que em 2020 Santa Catarina terá um programa de Estado para os hospitais, que irá destinar cerca de R$ 300 milhões”, defendeu o parlamentar ao argumentar que as instituições filantrópicas atendem 70% da população e estão em todas as regiões do estado. “O avanço é considerável, se comparado com tudo o que os governos já repassaram. É um passo inédito. Enxergo como uma grande vitória, que vem ao encontro do interesse das pessoas. Vamos entregar com transparência e impessoalidade. O critério não será mais 'porque é da minha cidade', mas com base na produção e na entrega”, frisou o governador Moisés.

Hospitais comemoram

Administrador do Hospital Nossa Senhora de Fátima, de Praia Grande, Jean da Silva Gonçalves, destacou a importância da emenda para a instituição, que receberá cerca de R$ 435 mil. “Os recursos vindos irão nos ajudar a suprir um déficit e vai nos possibilitar e oportunizar para população a ter um atendimento ainda melhor e com mais qualidade”, destacou. Os presidentes das três entidades AHESC-FEHOESC-FEHOSC, Altamiro Bittencourt, Tércio Kasten e Hilário Dalmann reconhecem o avanço do governo, que atenua o agravamento da crise no setor. O presidente da FEHOSC, Hilário Dalmann que falou pelas três entidades, destacou que "os hospitais gostariam que todo o montante fosse dinheiro novo, mas os recursos anunciados serão aplicados de forma equilibrada, atendendo a todos. As entidades aguardarão outras etapas para a evolução destes valores". Dalmann também lembrou do papel importante da Alesc para a garantia da aplicação destes recursos.


Logo - Sicoob Credija colorida.png
Professoras Jéssica e Kelly.jpg
Toninho.jpg
JM Pavimentação Site Jarbas.jpg
bottom of page