top of page
  • Jarbas Vieira

À exemplo de São João, Santa Rosa do Sul avalia união de partidos!


O município de São João do Sul é o que mais investe, proporcionalmente, em obras e ações na região. Em dois anos e meio de mandato, o prefeito Moacir Teixeira (MDB), já fez asfalto no interior, obra de competência do Governo do Estado (elevação da SC-290) inaugurou escola, ampliou o atendimento da saúde, renovou a frota, além de programar uma grande festa, gratuita, com show nacional para os próximos dias. Isso se dá pela competência do atual prefeito e sua equipe, a boa gestão do prefeito anterior, João Rubens (MDB), e também, em grande parte, pela união dos principais partidos do Município em torno de um mesmo projeto político. Com ela, os recursos surgem de várias fontes, com diversas portas abertas. Não à toa, há quem veja no município vizinho, Santa Rosa do Sul, a possibilidade de construir um projeto semelhante. Assim como em São João, o prefeito Nelson Cardoso (PSD) deve entregar um governo com as contas equilibradas, obras realizadas, e ações projetadas para o futuro. Hoje, os principais partidos, com exceção do MDB, já participam do governo. Para 2020, no campo das especulações, além da manutenção do atual quadro, já surgiram possibilidades de alianças entre PSD/MDB, como também do PP com o MDB. Depois de duas derrotas, os emedebistas sabem que, diferente de pleitos anteriores, sozinhos não chegarão ao Poder Executivo.

Momento de união

Os defensores do projeto conjunto avaliam que uma chapa só com PP e MDB, mesmo com um acordo entre seus caciques, não seria bem aceita entre os eleitores, por conta do histórico de rivalidade. No caso de união entre PSD e MDB, dificilmente o PP sozinho teria condições de vencer e ficaria de fora do governo. Por isso a ideia da união passou a ganhar força. Nesse caso, dois nomes aparecem com capacidade para agregar as siglas. Um é o atual secretário de governo, Almides Rosa (PSD) que, por conta de seu histórico no MDB possui diversas pontes com os emedebistas. Além disso, durante os últimos dois mandatos, também construiu relações dentro do PP. Outro nome, fora do processo, mas também sempre lembrado nas eleições, é o do empresário Kiko Farias da Madekiko pelo PSDB. Neste caso, sua neutralidade serviria para apaziguar os ânimos. Obviamente, que outros quadros poderiam surgir assim que as conversas evoluíssem. Porém, para a tese prosperar é necessário que o vice-prefeito, Nelmo Emerim (PP), a exemplo de João Rubens em São João, pratique o difícil gesto de abrir mão da uma possível candidatura. João tinha grandes chances de reeleição, mas optou por um projeto maior, que vem se mostrando uma decisão acertada.


Logo - Sicoob Credija colorida.png
Professoras Jéssica e Kelly.jpg
Toninho.jpg
bottom of page