• Jarbas Vieira

Araranguá experimentou o novo e se arrependeu da escolha fez!


O que mais tenho visto pela cobertura da imprensa regional, e, conversando com pessoas de Araranguá, são elogios a gestão interina (de cerca de 15 dias) do vice-prefeito, Primo Jr (PR). É como se nesse período a cidade fosse outra, tudo pela forma dinâmica e a maneira como se comunicou com a população, mostrando seu trabalho, seja através da imprensa, ou, das redes sociais. Isso, em que pese as ações da interinidade não pudessem ser maiores que uma operação tapa-buracos, ou, assinatura de ordens de serviço para obras já projetadas. Mesmo assim, é mais do que o prefeito eleito, Mariano Mazzuco (PP), pode entregar, porque esse, não é seu perfil. O progressista é reservado, avesso a divulgação. Ousadia, também não é seu forte, assim como a velocidade nas decisões. Nos governos Mariano tudo sempre foi demorado, e o eleitor sabia disso quando lhe conferiu um terceiro mandato. Por isso, é estranho esse frenesi. Se o araranguaense quisesse mesmo um prefeito com mais vitalidade, melhor comunicação e ações arrojadas, certamente a escolha teria de ter sido outra. E o interessante é que havia alternativas como Beto Coan (PTB) e Anísio Prêmoli (MDB), por exemplo, que certamente teriam outra dinâmica de trabalho. Mariano está isento de culpa, pois, não mudou uma linha sua forma de governar. O que parece claro é que a população (em sua maioria), por duas semanas, experimentou o novo, gostou, e, sem saber, acusou ter se arrependido da escolha que fez. Agora, só resta esperar por 2021 e torcer para que o vice assuma mais algumas semaninhas até lá.


543 visualizações
Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326