Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

Começa mutirão de cirurgias ortopédicas no Hospital Regional de Araranguá


Maria Elisete Santana da Silva, moradora de Santa Rosa do Sul, estava na expectativa de sua cirurgia para descompressão do túnel do carpo, que segundo ela, dentre outros benefícios, vai devolver a força à sua mão. Ela foi uma das primeiras contempladas pelo mutirão de cirurgias ortopédicas, viabilizado pela Secretaria de Estado da Saúde que iniciou na manhã deste sábado, 30, no Hospital Regional de Araranguá (HRA). Assim como Maria, a dona-de-casa Rosângela Haides, de Balneário Arroio do Silva, também passaria pelo mesmo procedimento. “Estou muito feliz por poder fazer esta cirurgia. Faz 20 anos que sofro com dormência na mão e agora felizmente vou conseguir fazer minhas atividades sem sentir dor”, disse. O início do mutirão, que neste sábado contemplou 11 pacientes, foi acompanhado pelo secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, junto do secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt e da gerente da central de regulação de internação hospitalar da macrorregião sul, Gladys Carvalho, do diretor do HRA, Leon Iotti e da chefe de enfermagem da unidade hospitalar, Larissa Martins.

Objetivo é zerar a fila

O secretário destacou que está sendo realizado um trabalho em todo o Estado com vistas a zerar as filas de cirurgias eletivas consideradas necessárias, e uma das maiores na Região do Extremo-Sul é na ortopedia. “Dando continuidade à regionalização da saúde, queremos aqui em Araranguá aproveitar ao máximo esta estrutura do Regional, único Hospital público da Região. O melhor tratamento é o diagnóstico precoce, e a melhor forma de não deixar virar urgência é operar de forma eletiva, ou seja, fazer a cirurgia antes que se transforme em gravidade. Vamos trabalhar para que até o final do ano quem sabe consigamos zerar a fila, que é o nosso objetivo”, disse. Serão contemplados por meio do mutirão de cirurgias de ortopedia 80 pacientes dos 15 Municípios da Regional de Araranguá, sendo 40 eletivas (cujos procedimentos acontecerão por ordem cronológica de cadastro no sistema) e outras 40 de emergência.

Gestão do HRA

Acélio Casagrande ainda citou que em breve deverá ser assinado contrato com Instituto IDEAS, vencedor do processo licitatório realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, para gerir o HRA e a Policlínica. O Instituto já possui contrato emergencial para administração do Hospital. “Pretendemos assinar o contrato em breve, já que serão ampliadas as especialidades/serviços previstos. Em primeiro lugar está o cidadão que precisa dos atendimentos”, concluiu.


Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326