foto_site_menor_cópia.gif
Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

O agravamento da crise no Hospital Dom Joaquim


Funcionários do ISEV, que administra o Hospital Dom Joaquim de Sombrio, deflagaram greve nesta quinta-feira, dia 17. Estão com dois meses de salários atrasados. A informação sobre a paralisação já circulava desde a última semana, quando o Ministério Público apresentou nota a imprensa, afirmando a obrigatoriedade dos atendimentos no setor de emergência, o que não ocorre pela constante falta de médicos. O SindSaúde afirma que o percentual de 30% de trabalhadores em atividade será mantido. Já o ISEV alega o atraso o recebimento da “produção”, via SUS, que compete ao Governo do Estado. Além dos atrasos normais, em se tratando de Governo, nos bastidores circula a informação de que o ISEV não tem certidões negativas, o que estaria dificultando os pagamentos. Já se vão cerca de 15 anos, desde que as Irmãs Beneditinas deixaram o hospital. Entre fechamentos, greves, e atendimentos precários, pode-se afirmar que em apenas um período, de cerca de dois anos, quando o empresário Vito Basso (Emprendimentos Japonês) presidiu a Associação Hospitalar. No restante, sem desmerecer quem se dispôs a tentar, o Hospital apenas enxugou gelo. E tenhamos certeza. Não será o ISEV, que comprou a estrutura, quem dará jeito na situação.


Construshop_cópia
Construshop_cópia

press to zoom
Construshop_cópia
Construshop_cópia

press to zoom
1/1
Revestir Jaison 2
Revestir Jaison 2

press to zoom
Sombrio saneamento
Sombrio saneamento

press to zoom
Revestir Jaison 2
Revestir Jaison 2

press to zoom
1/2
Anuncio Câmara.jpg