Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

Hospitais filantrópicos cobram dívida de R$ 110 milhões do Governo do Estado


Os presidentes das entidades que representam os hospitais filantrópicos, o presidente da Frente Parlamentar em defesa da Saúde, deputado Zé Milton (PP) e o secretário de Articulação Nacional, Acélio Casagrande (PMDB), estiveram em audiência com o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa (PSD), na terça-feira, para buscar uma resposta diante do atraso no repasse de recursos para a manutenção dos hospitais filantrópicos, que somam mais de R$ 110 milhões. Umas das alternativas apresentadas pelo secretário é a criação de um projeto de lei para alterar o administrador do Fundo Estadual de Apoio aos Hospitais Filantrópicos de Santa Catarina. Um PL será apresentado na ALESC ainda nesta semana, para que os recursos do Fundo possam ser repassados diretamente para a Secretaria da Saúde, e assim distribuir os valores de acordo com as necessidades de cada setor. Atualmente, os recursos são gerenciados pela Secretaria Executiva de Supervisão de Recursos Desvinculados da Casa Civil, que faz o repasse à SES. “Hoje, possuímos cerca de 10 milhões, e chegaremos a 16 milhões até o fim do ano. Podemos trabalhar com esse dinheiro em caixa”, afirmou Serpa.

Outros recursos

As entidades hospitalares também aguardam R$ 25 milhões prometidos pelo Ministério da Saúde e que ainda não chegaram ao Estado. Os recursos serão utilizados para o pagamento de incentivos hospitalares atrasados desde 2015. Além disto, o secretário informou que irá formar um grupo de trabalho para estudar alternativas e colocar mais R$ 30 milhões para pagamento, e com isto, chegar a cerca de R$ 60 milhões este ano. O deputado Zé Milton se prontificou em defender os projetos na ALESC. “A Frente Parlamentar vai unir esforços para buscar a aprovação dessas propostas, que garantirão mais recursos para manter o importante trabalho dos Hospitais Filantrópicos”, salienta.


Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326