foto_site_menor_cópia.gif
Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

PMDB de Santa Catarina não participará da convenção nacional


Em reunião da executiva estadual do PMDB, na manhã de segunda-feira (30), em Florianópolis, os líderes do partido formalizaram a orientação para a não participação de filiados e delegados na convenção nacional da sigla, que será realizada no próximo dia 7, em Brasília, conforme nota oficial, anexa. Os peemedebistas também avaliaram positivamente a realização das 295 convenções municipais do partido e definiram a realização da convenção estadual da JPMDB, no dia 2 de dezembro. “O PMDB catarinense entende que a atual executiva nacional não tem legitimidade para dar encaminhamento a questões como a mudança do nome da sigla ou à adoção de uma política de integridade, governança e compliance do partido. Se faz necessária a renovação do comando nacional. O momento exige coragem e responsabilidade com o Brasil”, destaca o presidente estadual do partido, deputado federal Mauro Mariani. Também participaram da reunião, os ex-governadores Paulo Afonso e Casildo Maldaner; o senador Dário Berger; a presidente do PMDB Mulher, deputadas Ada de Luca, os deputados Dirce Heiderscheidt, Luiz Fernando Cardoso Vampiro; o presidente da JPMDB, Roberto Souza Junior; o vice-prefeito de Brusque, Ari Vequi; o secretário da Administração, Milton Martini; o secretário da ADR de Balneário Camboriú, Edson Piriquito; entre outras lideranças.

NOTA OFICIAL

A finalidade da vida pública, evidentemente, busca o desenvolvimento, e o progresso da sociedade sob todos os seus aspectos. Aliás, a vida pública é essencial em qualquer sociedade que aspire à justiça social. Pode-se dizer que se trata de um processo que dura a vida inteira, não se limitando à simples continuidade, mas considera a possibilidade de rupturas pelas quais a cultura se revigora e se produz a história. Todavia, é importante visão de conjunto, isto é, nunca analisa o problema de maneira parcial, mas sempre sob uma perspectiva que relacione cada aspecto com os demais. Assim, discordar do erro não configura dissidência, mas dever e possibilidade inerente a todo o partido democrático, sobretudo em se tratando do PMDB, que elaborou a sua história com a bandeira da democracia. Além disso, todos podem externar pontos de vista e posições política. Portanto, o princípio básico de abordar as situações demanda perspectiva de conjunto. É neste contexto que o PMDB / SC orienta seus filiados e sobretudos os delegados ao não-comparecimento à Convenção Nacional do Partido. Por fim, fica formalizado sua discordância com a continuidade à frente do Partido de pessoas cuja substituição se faz urgente.

Florianópolis (SC), em 30 de outubro de 2017.

Dep. Mauro Mariani

Presidente do PMDB/SC


Construshop_cópia
Construshop_cópia

press to zoom
1/1
Revestir Jaison 2
Revestir Jaison 2

press to zoom
Sombrio saneamento
Sombrio saneamento

press to zoom
1/2
Anuncio Câmara.jpg