Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

Os detalhes da audiência pública sobre a rodovia José Tiscoski


Foi bastante positiva a audiência pública realizada na noite de ontem, dia 28, no Morro do Cipó, em Sombrio, para tratar da revitalização da rodovia José Tiscoski, SC-449. O número de participantes e a mobilização das lideranças políticas e empresariais deve ser capaz de mostrar ao Governo do Estado a importância da obra. A seguir, algumas observações feitas pelo site:

Projeto para a obra: A elaboração do projeto por parte da secretaria de Infraestrutura é um passo importante. Sem ele é impossível começar qualquer reivindicação junto ao Governo do Estado. Nele, a secretaria calcula que seriam necessários R$ 27 milhões para a realização dos trabalhos entre Jacinto Machado e Sombrio.

Sintonia dos deputados: apesar de pertencerem a partidos diferentes (e rivais) os deputados Zé Milton (PP) e Manoel Mota (PMDB) mostraram ampla sintonia na condução da audiência, justificando seus mandatos como deputados da região. O deputado Dóia Guglielmi (PSDB) também participou da audiência. Agora é ampliar a reivindicação para os demais parlamentares do Sul afim de que o movimento ganhe ainda mais corpo.

Vampiro incomodado: Desde a chegada, o secretário de Infraestrutura Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro (PMDB), se mostrou pouco a vontade com a audiência. Conforme o site já havia informado, ele não tinha disposição inicial em participar, mas acabou sendo convencido do contrário. Em seu discurso disse que seu papel é “deixar a bola na marca do pênalti”, o que estaria fazendo com a elaboração do projeto, mas a decisão sobre fazer, ou, não a obra, será do governador Raimundo Colombo (PSD) e do vice, Eduardo Moreira (PMDB). Disse também que não poderia prometer a obra, mas que iria se comprometer com a revitalização.

A promessa de Eduardo: Em vídeo trazido pelo próprio Vampiro, o vice-governador Eduardo Moreira (PMDB), prometeu que a obra estará entre suas prioridades quando assumir o Governo, em 2018. Resta saber e torcer para que haja recursos disponíveis no caixa do Estado neste momento e se as implicações da lei eleitoral não atrapalharão o processo.

O pedido de Gaivota: Balneário Gaivota pede também que o trecho da rodovia que foi municipalizado na gestão do ex-prefeito Adroaldo Tiscoski (PP) seja devolvido ao Estado, afim de que possa também ser contemplado pela obra. O prefeito Ronaldo Pereira (PP) está empenhado nesse sentido.


Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326