Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

Equívoco leva grande público a sessão da Câmara de Sombrio


Um grande público lotou “em vão” o plenário da Câmara de Sombrio. A multidão, formada por representantes das igrejas católica e evangélica, e da comunidade escolar, se fez presente por conta do Projeto de Lei 027, de autoria do vereador Vilmar Daminelli (PP), que visa restringir a discussão sobre gênero sexual as famílias, e não no ambiente escolar. O problema é que o projeto não está na pauta da sessão desta segunda-feira, dia 28. Sua apreciação será feita primeiro na reunião das comissões da próxima quinta-feira, dia 31, para depois ser definida a data de votação. O presidente da Casa, vereador Nego Gomes (PMDB), quebrou o protocolo e anunciou logo no início dos trabalhos que a matéria não estava em pauta. Em ato contínuo, convidou as lideranças interessadas (padres, pastores, representantes das escolas) para comparecerem na quinta-feira. Após a explicação, uma parte considerável do público deixou o plenário. Mesmo assim, a sessão continuou com boa presença da população. Na visão de Vilmar, autor do projeto, a questão do gênero sexual, deve ser debatida internamente, no seio familiar, sem a interferência das escolas e influências externas. Já os professores e apoiadores alegam que não o assunto não pode ser motivo de censura e sim debatido em sala de aula, num ambiente sadio, livre de preconceitos. Desde o anúncio do projeto, a polêmica está formada.


Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326