Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

Representantes do setor polvilheiro tem reunião na Secretaria de Agricultura


Deputado Manoel Mota (PMDB) acompanhou representantes da AIMSC (Associação das Indústrias Processadoras de Mandioca e Derivados de Santa Catarina), em audiência, na Secretaria Estadual de Agricultura e Pesca, nesta segunda-feira, 28, para entrega da proposta do termo de ajuste de conduta (TAC) confeccionado pelo setor polvilheiro do sul catarinense, conforme orientações da Vigilância Sanitária Estadual. Mota vem acompanhando de perto o debate visando melhorias contínuas na produção da mandioca. Tanto que, no início do mês de novembro deu entrada na Alesc do projeto de Lei (PL) 564/2015, que trata da exclusiva denominação de polvilho azedo em Santa Catarina. A PL foi aprovada e estabelece que as empresas produtoras da matéria-prima no estado poderão denominar como polvilho azedo apenas o amido de mandioca resultante de processo de fermentação natural e secagem ao sol. "É importante investir no setor, superar as dificuldades e continuar produzindo o polvilho na região. Estamos juntos apoiando o nosso agricultor", frisou o deputado. Segundo o representante da AIMSC, João Paulo da Silva Teixeira, Mota vem intermediando os debates e apoiando os polvilheiros. "Entregamos a nossa proposta para a Vigilância Sanitária visando a preparação do setor em relação à normatização da atividade, adequação da produção e comercialização do polvilho azedo no mercado regional, nacional e internacional e agora aguardamos uma posição dos órgãos competentes", ressaltou.


Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326