Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

Colombo ainda prevê dificuldades para 2017


Nesta segunda-feira, 21, durante entrevistas coletivas com a imprensa no Sul do Estado, o governador Raimundo Colombo fez uma prestação de contas dos investimentos realizados na região em 2016 e falou das perspectivas para 2017. A primeira entrevista coletiva aconteceu em Criciúma, às 9h, para os municípios de abrangência das ADRs de Criciúma e Araranguá. Colombo citou a renegociação da dívida pública com a União e a reforma da previdência no Estado, como medidas que ajudaram Santa Catarina a manter o equilíbrio das contas. O novo modelo de previdência, que já está servindo de exemplo para outros estados, aumenta a alíquota do contribuinte, estabelece o teto padrão do INSS para os novos servidores e cria a Previdência Complementar, a exemplo do modelo adotado no sistema privado. “Temos que fazer as reformas que são indispensáveis. Em Santa Catarina, tivemos essa coragem de corrigir problemas que causam prejuízos ao Governo e à sociedade”, afirmou. De acordo com o governador, com essas medidas será possível fechar as contas do ano de forma positiva, pagar a segunda parcela do 13° em 14 de dezembro e antecipar o salário para dia 21 de dezembro. Em relação à arrecadação, Colombo disse que o Estado vem enfrentando uma queda acentuada e que será necessário fazer uma reserva com a arrecadação de janeiro e fevereiro, que são meses de maior movimento econômico por causa da temporada de verão. Para 2017, o governador avaliou que também será um ano difícil, com queda no Produto Interno Bruto (PIB). “Não podemos nos iludir porque será um ano de dificuldades na arrecadação e que vai exigir que continuemos com esse esforço, especialmente no controle de gastos”, explicou.


Jarbas Vieira 2016
Todos os direitos reservados
Comercial: (48) 3533-3192 / (48) 99966-5326