foto_site_menor_cópia.gif
Política e informações da região com credibilidade
  • Jarbas Vieira

Vereadores debatem negociação com a Casan


Sem projetos na pauta do dia, a sessão de ontem da Câmara de Vereadores tratou quase que exclusivamente sobre a negociação entre a Prefeitura de Sombrio e a Casan para que a estatal reassuma os serviços de água e esgoto da cidade. Acompanhe algumas das falas dos parlamentares:

Vereador Marcello Areão (PT): Estão colocando a questão do aterro sanitário junto com a negociação do Samae. Acredito que as coisas devam ser tratadas de forma separada. Somos a favor da revitalização do aterro sanitário, mas contrários a negociação da Samae com a Casan. (...) No final é o trabalhador quem irá paga a conta, a tarifa do Samae hoje é de R$ 46,00 (para água e esgoto) com a Casan passará a R$ 71,00.

Vereador Nego Gomes (PMDB): “Vai ter audiência pública. Nós queremos fazer a audiência pública no bairro São José e não no Parque das Avenidas como foi ventilado. Lá vamos fallar as verdades sobre a gestão anterior do Samae. No final do mandato foi comprada tanta lona que dava para cobrir todo Sombrio e mais Balneário Gaivota. Foi comprado também uma pá e uma enxada para cada sombriense, mas quando assumimos não encontramos nenhuma”.

Cezar Luchina (PSD): “Precisamos criar possibilidades para que as obras continuem. Não tem como tirar dinheiro de vaca morta”.

Lucas Coelho (PMDB): “Rejeitar 12 milhões que vem para beneficiar o povo de Sombrio é de se pensar! Esses recursos serão administrados por um conselho, que terá participação de várias entidades e será fiscalizado pelo Ministério Público. O medo da oposição é que vai chover mais obras na cidade”.


dieli novo
dieli novo

dieli novo
dieli novo

1/1
Construshop_cópia
Construshop_cópia

Construshop_cópia
Construshop_cópia

1/1
Sombrio saneamento
Sombrio saneamento

Sombrio saneamento
Sombrio saneamento

1/1